Exposição faz homenagem ao Dia da Mulher

Publicada em 05/03/2015

Sensíveis, guerreiras e determinadas. De coadjuvantes a protagonistas, as mulheres assumiram a direção das suas próprias vidas, conquistaram o mundo e ganharam um dia só para elas. E, para celebrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, o Shopping Mueller preparou uma surpresa que promete emocionar o público. A exposição “Fases e faces – a expressão feminina em diferentes momentos da vida” destaca história de vida de oito mulheres. A. A atração, que será aberta ao público, terá início às 10h, nesta sexta-feira, dia 6, no segundo piso. 

Dona de um olhar único, a fotógrafa joinvilense Jéssica Michels registrou expressões que refletem a aura de cada uma das homenageadas.  As mulheres, que têm idades diferentes, abriram seus corações para contar momentos marcantes de suas vidas e fatos que importantes que já aconteceram nas últimas duas décadas. Isso porque, a ação também faz parte das comemorações dos 20 anos de relacionamento do Shopping Mueller com Joinville. 

A exposição, que ficará até o dia 17 no Shopping, também terá um totem "interativo" para quem quiser assistir aos vídeos das entrevistas das homenageadas. O público ainda poderá conferir essas histórias através das redes sociais do Mueller, onde serão publicados vídeos com resumo dessas histórias únicas. 

Oito mulheres, oito histórias e oito lições de superação e força de vontade

Ádria dos Santos, 40 anos - Atleta

Com 537 medalhas em campeonatos nacionais, 70 em provas internacionais e incríveis 13 medalhas conquistadas em 6 Paralimpíadas, Ádria é a maior medalhista Paralímpica do Brasil. Sua história de superação começou cedo, aos 13 anos de idade, mas foi aos 18 que ganhou contornos dramáticos com a perda total da visão: um momento marcante, mas que nunca a desestimulou e a impossibilitou de imaginar e realizar um futuro de glórias e sucessos.

Ilca Behnke, 82 anos - Artista plástica autodidata

Natural de Corupá, mas moradora de Joinville desde os anos 50, Ilca tem em suas mãos um talento nato para sobreviver improvisando e para as artes plásticas, onde transforma tristeza em alegria como poucos. Ela lembra como se fosse hoje da época em que pintava à mão as sedas dos desenhos dos leques produzidos na antiga fábrica Hansen de Joinville: um dos momentos marcantes de sua trajetória independente, que já percorreu por mais de 30 países e diversos cantos do nosso Brasil.

Vanessa Bencz, 30 anos - Jornalista e escritora

Da menina distraída que não tinha futuro para a mulher que escreve as páginas do seu próprio destino, Vanessa Bencz passou por inúmeras dificuldades em sua infância, principalmente no convívio com professores e colegas de escola, os quais não acreditavam que seu talento artístico um dia lhe proporcionaria um futuro como escritora. Hoje é ela quem ensina a como superar o bullying e a desconfiança da época de estudante, criando histórias, personagens e desenhos que despertam a imaginação, geram reflexões e inspiram crianças, adolescentes e adultos.

Thais Diógenes, 20 anos - Bailarina da Cia Jovem Bolshoi Brasil

Natural de Joinville, desde seus 9 anos de idade representa uma das instituições mais tradicionais e renomadas do mundo. Se não bastasse toda essa responsabilidade, Thais Diógenes precisou optar por escolhas difíceis em sua infância e adolescência, tudo para realizar o grande sonho da sua vida: dançar. Com aquele friozinho na barriga que impulsiona a realização de grandes feitos, ela dá lições de dedicação, amor e confiança, nos palcos e na vida.

Albertina Tuma, 66 anos - Produtora cultural e Co-fundadora do Festival de Dança

Ela já representou a arte de Joinville perante uma plateia formada por presenças ilustres como Ziraldo, Maurício de Souza, Augusto Rodrigues, entre outros nomes. Nada que a impedisse de brilhar “sob o signo do sucesso”, como bem gosta de dizer. Uma das principais responsáveis pela criação e consolidação do maior Festival de Dança do Mundo, atualmente Albertina Tuma continua fazendo da nossa cidade um palco que recebe atrações de todos os cantos do mundo.

Ana Luiza Moeller Wetzel, 41 anos - Diretora do Hotel Tannenhof

Formada em Direito, Ana Luiza bem que tentou seguir na área. Estudou em Curitiba, especializou-se em Florianópolis e advogou em Joinville. Mas seu espírito inquieto e aventureiro a levou para outro caminho, o do ramo hoteleiro e do turismo. E foi nesta área onde ela realmente se encontrou e pode mostrar todo o seu talento e sua capacidade de superar desafios. Hoje, além de estar a frente de um dos mais tradicionais hotéis da cidade, ela visualiza grandes oportunidades para Joinville.

Melina Mosimann, 47 anos - Administradora do Instituto Juarez Machado

Ela é a filha mais nova de 5 irmãos. Seus pais são nomes importantes na história do cenário artístico e cultural da cidade. Também é companheira de um dos ícones mais relevantes e famosos da arte joinvilense. Tudo isso poderia servir para colocá-la em uma zona de conforto, mas não. Melina Mosimann é uma pessoa apaixonada pela vida, capaz de enxergar novas possibilidades mesmo diante das dificuldades. Uma pessoa que tomou as rédeas do destino e que escreve sua própria história.

Maria Teresa, 59 anos - Diretora-líder de uma instituição financeira de Joinville

Maria Teresa começou sua vida no atletismo, e com resiliência superou dificuldades, treinou em ruas de chão batido, até chegar a representar e conquistar medalhas pelo nosso país. Um treinamento que serviu não só apenas para fortalecer músculos, mas que fez oxigenar bons pensamentos e uma visão de mundo inspiradora. Como assistente social conquistou ainda mais seu espaço na sociedade e, atualmente, essa guerreira é líder de seis unidades de uma instituição financeira de Joinville. 

Serviço

O quê: Exposição: “Fases e faces – a expressão feminina em diferentes momentos da vida”

Quando: 6 a 17 de março

Onde: segundo piso

Horário: 10h às 22h

Entrada: gratuita

 

Cadastre-se aqui

Cadastre-se aqui para receber informações e novidades
Mueller